Notícias » Clima

 

Últimas notícias

  • 21/10 19:08 - Fraiburguense denuncia PMs por furto de celular, mas o aparelho estava em seu carro

    Continuar lendo
  • 20/10 12:49 - Conselheira Tutelar é afastada do trabalho por apresentar atestado médico falso

    Continuar lendo
  • 20/10 7:39 - PM de Fraiburgo e PM do Paraná, trocam informações, recuperam HILUX tomada de assalto e prendem envolvidos

    Continuar lendo
  • 19/10 19:42 - Veículos tomados de assalto em Fraiburgo e ação da PM termina com a recuperação de uma camionete roubada

    Continuar lendo
  • 19/10 11:09 - ADR Videira assina convênio Antigranizo com Fraiburgo

    Continuar lendo
  • 18/10 10:54 - Conselho regional em SC acata decisão que proíbe enfermeiros de solicitarem exames no SUS

    Continuar lendo
  • 18/10 10:37 - UNIARP promove Curso Essencial de Vinhos dias 10 e 11 de novembro

    Continuar lendo
  • 18/10 7:06 - Acidente entre moto e carro na SC 355

    Continuar lendo
  • 17/10 12:44 - STF confirma legalidade das regras de SC para aposentadoria especial de professor

    Continuar lendo
  • 17/10 12:41 - Placa de rua em frente ao Congresso Nacional é adulterada com crítica a políticos

    Continuar lendo

Secretário da Agricultura de SC garante que os recursos para o sistema antigranizo já estão disponíveis

Segunda-feira, 9 de Outubro de 2017 às 12:49

 

A forte chuva de granizo que atingiu a região de Fraiburgo no dia 18 de outubro de 2016, deixa a população em alerta nesse início da Primavera quando a probabilidade da ocorrência de granizo é bem maior devido a variação da temperatura. O fenômeno climático ocorrido no ano passado trouxe inúmeros prejuízos para a população, com12 mil pessoas atingidas e um montante de mais de R$ 9   milhões de prejuízos para a agricultura. Esse fato trouxe a tona vários questionamentos sobre o sistema antigranizo especialmente sabendo de que a partir do 1º de setembro até maio, todos os geradores devem estar ligados para que numa eventual chuva de granizo forte, como a que aconteceu o ano passado sejam amenizados. De acordo com a Empresa Antigranizo Fraiburgo – AGF uma parte dos recursos são disponibilizados pelo setor privado e a maior parcela pelo setor público. Desde o dia 1º de setembro desse ano, por diversas vezes, a emissora recebeu participações de fraiburguenses preocupados com a situação do sistema antigranizo que aguardava a liberação de recursos da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, para que os demais geradores, de um total de 120, pudessem ser ativados, trazendo maior segurança para quem espera por exemplo uma boa colheita em 2017. As entrevistas com o meteorologista da AGF, João Rolim confirmavam a falta dos recursos para que o sistema fosse ativado por completo.

Nesse sentido, o Departamento de Jornalismo da Rádio Fraiburgo buscou as respostas junto ao secretário Moacir Sopelsa. Na entrevista ele garantiu que nesse ano serão disponibilizados R$ 350 mil que já estão disponíveis, e outros R$ 250 mil para 2018, totalizando R$ 600 mil de investimentos no sistema antigranizo recursos oriundos da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca e da Defesa Civil. Sopelsa inicia sua fala expressando como vê o município de Fraiburgo.

 

Moacirdestaca sobre a preocupação da Secretaria de Agricultura de SC com o sistema antigranizo de Fraiburgo.

 

Para finalizar o secretário explica o valor que será investido no sistema e afirma quando esses recursos estarão disponíveis.

 

Sobre o sistema antigranizo

O sistema antigranizo da região de Fraiburgo possui uma rede de 120 geradores de solo distribuídos nos municípios de Fraiburgo, Videira, Rio das Antas, Caçador, Campos Novos, Tangará, Ibiam, Lebon Régis e Monte Carlo. O instrumento utilizado para a realização do método é o gerador de solo, que é composto por 1 cilindro de ar comprimido, 1 cilindro de reagente e 1 queimador. O queimador serve para queimar o reagente a uma temperatura constante e um fluxo também constante de iodeto de prata/cloreto de sódio. Cada gerador de solo emite 8,8 gramas de iodeto de prata / cloreto de sódio por hora. É importante considerar os fatores de segurança no emprego dos geradores de solo, pois, não implicam em nenhum tipo de problema para serem instalados em regiões densamente povoadas e com intenso tráfego aéreo. Geradores de solo são montados, testados e instalados por funcionários da Empresa Antigranizo Fraiburgo - AGF, que também fazem manutenção e abastecimento mesmos no campo.

Para a previsão da formação de granizo utilizamos os mais modernos equipamentos, como radar meteorológico MRL-5, sistema radiosondagem Vaisala, estações meteorológicas convencionais e automáticas. Também utilizados modelos numéricos e fotos satélites. Os efeitos da ação avaliados através da comparação das características físicas do granizo no polígono e ao redor dele, utilizando o sistema dos granizômetros.Para criar uma camada homogênea dos núcleos congelantes na concentração acima citada, optamos por uma rede regular de geradores de solo - rede hexagonal. Esta opção foi escolhida devido as características físico - geográficas da região e principalmente o relevo. Também nos baseamos em levantamentos e estudos da velocidade e direção predominante das correntes de vento e dos deslocamentos das nuvens. Sistema de comunicação tem objetivo de avisar os responsáveis nas localidades, da hora certa para ligar e desligar geradores de solo. Geralmente utilizado sistema misto, composto por telefonia já existente e uma rede dos rádios.

Fonte/foto: AGF 

Departamento de Jornalismo Rádio Fraiburgo - Lilian Ribeiro 

© ..:::Rádio Fraiburgo - Mais perto de você!:::
BRLOGIC